segunda-feira, 6 de junho de 2011

J'aime...J'adore... Gaspard Ulliel



Gaspard Ulliel (Paris, 25 de novembro de 1984) é um ator françês. Começou a aparecer em filmes feitos para a televisão no final dos anos 1990. Atua também como ator de cinema, tendo protagonizado Hannibal - A Origem do Mal.

Ulliel nasceu no subúrbio parisiense de Boulogne-Billancourt, filho de uma ascendente produtora de espectáculos e de um pai estilista. Ele tem uma cicatriz na bochecha, resultado de um arranhão feito pelo o seu cachorro quando tinha seis anos de idade. Ulliel estudou na Universidade de Saint-Denis, onde estudou cinema. Ele começou a actuar enquanto ainda estava na escola, aparecendo em Femme de une en Blanc, um filme para a televisão francesa. Ele também atuou em Cours Florent, onde foi descoberto pelo realizador de Les Égarés, André Téchiné.

Protagonizou inúmeras produções televisivas, incluindo La Bascule, Juliette, Julien l'apprenti e Le refuge. O primeiro filme de Ulliel foi Alias, em 1999. Desde então, ele tornou-se crescentemente popular e foi indicado ao César em 2003, por Embrassez qui vous voudrez, na categoria melhor actor jovem – masculino, arrecadando esse prémio mais tarde, em 2004, por seu papel em Les égarés. Seu maior papel até hoje pode ser em Un long dimanche de fiançailles (A Very Long Engagement), no qual interpretou Manech, interesse amoroso do personagem de Audrey Tautou.

O mais recente papel de Ulliel é o do jovem Hannibal Lecter, papel-título de Hannibal Rising, que estreou em 9 de Fevereiro de 2007. Ulliel inicialmente hesitou para a audição do papel por causa da popularidade do personagem. Este é seu segundo filme de língua inglesa, e o primeiro filme onde fala inglês num papel principal. Ainda não foi decidido se haverá outro filme em que Ulliel atue como Lecter. O próximo papel de Ulliel será num drama dirigido por Niki Caro, com filmagens programadas na Nova Zelândia e na França.

Gostando ou não de cinema francês, qualquer fã de Hannibal Lecter já se deparou com o ator Gaspard Ulliel. Ele encarnou o psicopata quando jovem em “Hannibal - A origem do mal", de 2008, e recebeu elogios pelo personagem que dividia com o veterano Anthony Hopkins. Na época, aos 22 anos, a beleza já chamava a atenção, mas ainda tinha algo de infantil. Em agosto deste ano, quem havia guardado o rosto de Gaspard na memória teve uma bela surpresa. O rapaz cresceu, assim como seus cabelos, e assumiu seu charme francês no filme do novo perfume masculino da Chanel, “Bleu”, dirigido por Martin Scorsese.

No video ele vive um astro (ator, cantor?) diante de uma coletiva de imprensa. Enquanto acontecem as perguntas, porém, sua mente está dividido entre a lembrança de duas mulheres. Na sequência, uma pergunta em especial dispara um flash de momentos passados passados com essas mulheres. A publicidade virou um hit instantâneo na internet e trouxe os holofotes de volta à Gaspard, um galã internacional em ascensão.

Aos 18, contracenou com Charlotte Rampling, uma das grandes damas do cinema gaulês em “Beije quem você quiser” e, nos anos seguintes, foi amante de Emmanuelle Béart em “Anjo da Guerra” e noivo de Audrey Tautou em “Eterno Amor”. Na moda, posou com Kate Moss para a campanha de 2008 da marca de acessórios Longchamp.

No ano passado, começou um romance com a estudante de moda Jordane Crantelle, que não só deu sorte de cruzar o caminho de Gaspard como, antes, virou modelo de sopetão, enquanto preparava o backstage da Chanel. Jordane foi praticamente empurrada para a passarela por Karl Lagerfeld quando uma de suas modelos ficou doente minutos antes do show.

Por enquanto, a maioria dos trabalhos de Gaspard segue concentrada na França. Em 2009, ele terminou dois filmes de época e um ação em que atua ao lado de Jean Reno. Atualmente, o ator está escalado para um longa que promete – só pelo título - fazer suspirar suas recém adquiridas fã: “L’art d’aimer” (A arte de amar), com lançamento previsto para 2011.

A sua lista de relacionamentos inclue nomes como Audrey Tautou, Marion Cotillard, Sara Forestier, Cecile Cassel, Charlotte Casiraghi, Kate Moss.

Entrevista:

DS: Onde você nasceu e aonde você mora hoje?

Gaspard Ulliel: Eu nasci, cresci e ainda vivo em Paris. Através do meu trabalho eu preciso viajar muito, que é uma grande oportunidade e eu adoro isso, é importante se movimentar e aprender sobre culturas e lugares distintos e construir novas amizades.

DS: Como serio o melhor jeito de te descrever?

Gaspard Ulliel: sei que as pessoas olham para mim e tem uma imagem definida na mente de quem eu sou, através de seus olhos eu sou um jovem confiante e de boa aparência. Isso é o que eles acham que por causa dos filmes e sessões de fotos e os anúncios, mas eu sou diferente do que as pessoas esperam que eu seja. Sou muito tímido e muito desajeitado às vezes.

DS: Você pode falar um pouco sobre o seu trabalho?

Gaspard Ulliel: Para mim ser ator é servir um director, por um lado você é seu / sua escrava, por outro lado você é uma parte da criação, vida a um personagem. Atuar é uma forma de eu experimentar emoções e situações que eu não seja capaz de viver na vida real. É fascinante. Eu adoro o processo de criação de um personagem, quando você tem que descobrir do que o personagem se trata, como abordar e retratá-lo.

DS: Algumas perguntas rápidas. Qual é a primeira coisa que você faz de manhã?

Gaspard Ulliel: Bocejo. Eu tenho difículdade acordar de manhã.

DS: Qual é a sua palavra favorita?

Gaspard Ulliel: Formidable.

DS: Qual a sua citação favorita? Ou sua própria para a posteridade ...

Gaspard Ulliel: “Tout vient à point à celui qui sait attendre.” [Tudo vem com o tempo para quem sabe esperar]. Eu posso ser muito paciente. Eu não gosto de fazer as coisas com pressa.

DS: Qual é a sua "droga" preferida?

Gaspard Ulliel: Eu teria que dizer do cinema, eu poderia assistir 10 filmes back-to-back. E o amor. E café.

DS: Que poder que você gostaria de ter?

Gaspard Ulliel: o poder de ser invisível.
DS: Quais são os must-haves de seu guarda-roupa?

Gaspard Ulliel: Jaqueta de couro - em Paris, eu estou sempre na minha moto. Eu também tenho uma tendência de usar botas com bastante frequência.

DS: Quem as pessoas dizem que você se parece?

Gaspard Ulliel: Chrispin Glover em um filme chamado "River's Edge". Um amigo meu uma vez me disse, "oh, eu te vi nesse filme do Keanu Reeves" e eu pensei, o que você está falando? Então, ele me mostrou o filme e era o Chrispin, e é verdade nós somos parecidos. também um ator canadense, com o nome de Marc Andre Grondin, ele poderia ser meu irmão gêmeo!

DS: Como você acabou sendo ator?

Gaspard Ulliel: Quando eu era criança eu tinha aulas de teatro duas vezes por semana para se divertir. Aos 12 anos, um amigo de um amigo de minha mãe abriu uma agência e estava procurando jovens atores e perguntou se eu queria ir em castings  e eu aceitei por pura curiosidade. Eu conseguia peças pequenas, mas eu continuei a fazê-lo, meus pais não queriam que eu faltasse a escola, e assim eu trabalhava em feriados. Minha carreira não decolou de imediato, que foi uma benção, foi um processo lento, eu tinha tempo para me acostumar com a indústria e ver o que ela representava e entender como ela funcionava. Eu tive o meu primeiro sucesso com 17 anos, e foi quando eu decidi me envolver com o cinema para sempre. Eu nunca pensei que seria um ator. Porque na verdade eu tinha uma atração para fazer filmes, ou seja, estar atrás das câmeras e não na frente. Após o colegial, fui estudar cinema, mas tive que abandonar porque estavam me oferecendo cada vez mais papéis.

DS: Alguma coisa a mais que você deseja adicionar a esta entrevista?

Gaspard Ulliel: Eu realmente gosto de Nova York, uma grande mistura de povos e histórias. Um momento você está em uma festa com os modelos e os banqueiros e quem sabe o que e, em seguida você pisa para fora e aqui está um carrinho de cachorro-quente. Também em Nova Iorque as luzes e os sons da rua vem cumprimentar você. Em Paris, a sua vida diária é formada por sua classe e orientado por seu status social. Em Nova York, há esta sensação de liberdade total. Acho que se eu morase em Nova York por muito tempo eu ficava cansadotudo passa tão rápido, todas essas tentações, a cidade nunca dorme. Paris tem um ritmo mais calmo.

Filmes:

La princesse de Montpensier
Ultimatum
Le premier cercle
Un Barrage contre le Pacifique
L'Inconnu
La Troisième partie du monde
Hannibal Lecter : les origines du mal
Paris, je t'aime
La Maison de Nina
Jacquou le croquant
Le Dernier jour
The Tulse Luper Suitcases, Part 2: Vaux to the Sea
Un Long dimanche de fiançailles
Les Egarés
Embrassez qui vous voudrez
L'Oiseau rare
Julien l'apprenti
Belphégor, Le fantôme du Louvre
Le Pacte des Loups
Le Refuge
La Bascule
Juliette
Bonnes vacances
Une Femme en blanc
Mission protection rapprochée
Alias











































 








 

Nenhum comentário:

Postar um comentário