quarta-feira, 11 de maio de 2011

Melhor Amigo do Homem: Norfolk Terrier

Norfolk Terrier



Norfolk Terrier é também um dos menores terriers. Um cachorro obstinado, corajoso e independente, ativo, brincalhão e muito inteligente e amável, é um cãozinho ideal para toda a família. Adora caçar, cavar e explorar terrenos.  Em 1960 passou a ser reconhecido como uma raça independente, sendo antes considerado uma variação do Norwich Terrier. A origem de ambas as raças, Norfolk e Norwich Terrier, remonta ao final do século passado, quando, nos distritos de Cambridge e de Norwich, no condado de Norfolk, existiam pequenos terriers cor de fogo, ainda menores que a maioria dos terriers. Utilizavam-nos na caça à raposa e ao texugo.
Particularmente, os que Fred Law tinha chegaram inclusive a ganhar uma certa fama no país, a ponto de vir a ceder alguns deles à matilhas de cães que caçavam veados, em especial às matilhas de Jack Cooke e Jodrel Hopkins. Sem dúvida e apesar de toda a audácia de que estes cães podiam estar dotados, é pouco provável que fossem usados para ajudar os Staghounds a caçar raposas. O mais certo é que sua missão consistisse em eliminar os roedores das casas e suas cercanias. Segundo boa parte dos historiadores, a origem dos Norwich e Norfolk Terriers reflete uma série de acasalamentos de raças bastante distintas, como Bedlington Terrier (que ainda não tinha o seu aspecto moderno) e o Staffordshire Bull Terrier, assim como um terrier dourado, uma espécie de Irish Terrier de patas curtas. O principal objetivo dos fazendeiros era desenvolver uma raça de cães que pudesse trabalhar a terra de maneira eficiente, além de perseguir pequenos animais que invadissem as plantações ou rebanhos. Precisavam de um cão que pudesse afugentar animais escondidos no solo. Para tanto, este cão deveria ter pelagem protetora, espírito aguçado para a caça e constituição forte. O Norfolk Terrier apresenta todos estes traços. Além disso, por seu pequeno tamanho, estes estupendos e rústicos cães também passaram a ser utilizados como cães de companhia. O Norfolk Terrier é um cão forte e valente, com instinto para esportes e temperamento constante. Ele se adapta a qualquer tipo de condição. Apesar ser muito valente nunca tem um comportamento agressivo. Ele é um cão de trabalho, não um brinquedo. É um caçador, leal ao seu mestre e portador de grande charme.
 
Na classificação do pesquisador Stanley Coren, em seu livro ‘A Inteligência dos Cães’, o NorfolkTerrier ocupa a 56ª posição entre as 133 raças pesquisadas. Como são cães extremamente ativos e determinados, é altamente recomendável que desde cedo o proprietário inicie um programa de adestramento de obediência com seu cão, com o objetivo de tornar a convivência mais fácil para ambas as partes. A educação do filhote requer, acima de tudo, paciência. Especialmente quando o filhote já tiver aproximadamente 6 meses e estiver trocando seus dentes, deve-se evitar que os móveis sejam seu alvo preferencial. Para isso, convém fornecer brinquedos próprios para esta fase. Como os adultos, os filhotes são muito ativos e curiosos e devem ser educados desde cedo. O adestramento básico de obediência é extremamente recomendável para cães que possuam estas características de independência e, de maneira geral, os resultados aparecem tanto mais rápido quanto maior for o envolvimento do dono no processo de treinamento. Não devem ser deixados sozinhos por longos períodos, uma vez que sua curiosidade e necessidade de atividade farão com que procurem alguma distração, o que nem sempre trará resultados agradáveis para o dono.

Origem: Grã Bretanha.

Pêlo: Médio, duro e áspero.

Cor: Vermelho, preto e tan.

Porte: Pequeno.

Grupo: Terrier.

Altura: 25/26 cm.

Peso: 4,5/5,5 kg.

Classificação: Companhia.
 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário