sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Semana de Moda Paris Spring 2011

Nina Ricci

Vestidos lindos e delicados tomaram conta da passarela de Nina Ricci, em Paris. Na coleção de primavera 2011 da marca, tudo que as românticas mais gostam: babados, tecidos delicados, comprimentos comportados, cores neutras e clássicas. O toque de modernidade – ainda que muito sutil – pode ser percebido no shape de algumas saias e nas pregas inusitadas de alguns vestidos, como o desfilado no sexto look; ou nos franzidos de algumas blusas transparentes.













Lanvin
A coleção de primavera 2011 criada por Alber Elbaz foi pensada para mulheres urbanas e chics. Na passarela da Lanvin, saias fluidas fazem contraponto com blusas justas, coladas ao corpo. Os looks são, sim, vaporosos, mas fáceis de usar. Com pequenos detalhes de couro e de zíperes, vestidos ficam ainda mais charmosos. A assimetria e mix de tecidos e estampas em uma mesma peça também entram em cena. As cores são lindas e discretas, em um primeiro momento e no final do desile: muitos tons de marrom, azul e verde. Já no meio da apresentação as cores são vibrantes e fluo.













Valentino


Delicadeza é a palavra de ordem da coleção de primavera 2011 de Valentino. Com uma série de vestidos românticos, a coleção traz babados discretos, transparência e muitos laços. A cartela de cores também segue o clima de romance: bege e rosa-coral. Mesmo os vestidos pretos acompanham a sutileza da apresentação. Adoramos os casaquetos charmosos combinados com shorts comportados. As peças em renda também são lindas, como o vestido do 33º look. E não deixe de reparar no make-up: pele impecável e olhos esfumados.














Yves Saint Laurent

A primavera 2011 da Yves Saint Laurent é chic, superelegante. Na coleção criada por Stefano Pilati, ótimos trenchcoats, macacões classudos, maxibermudas e camisas com mangas oversize. O laço é um dos elementos de destaque e aparece no arremate de golas charmosas, em blusas ou vestidos. O babado também entra em cena em várias peças. A cartela de cores se alterna basicamente entre o preto, o bege e o branco, com interferências do laranja-queimado e azul-petróleo.







Chloé
Com uma monocromia chic e sofisticada, a coleção de primavera 2011 proposta pela Chloé é perfeita para mulheres contemporâneas. Os looks são femininos, sim, mas o toque moderno quebra a delicadeza. A cartela de cores é repleta de tons neutros ótimos: branco, bege, preto, marrom. Tanto os comprimentos quanto a silhueta atendem a diferentes gostos. Os tecidos são luminosos e a transparência é uma das propostas mais fortes que lembram. Não à toa, muitas saias de tule, que aparecem acompanhadas de sapatilhas as das bailarinas











Jean Paul Gaultier

Foi com a vocalista da banda Gossip, Beth Ditto, que Jean Paul Gaultier abriu o desfile da coleção de primavera 2011. Com looks de seda - vestidos e macacões -, a atmosfera na passarela era de puro rock and roll. Tanto por conta dos shapes de jaquetas e calças, quanto pela beleza - cabelos e make-up à la David Bowie. A cartela de cores está baseada no vermelho e no azul dos óculos 3-D desfilados pelas modelos. O preto, claro, também aparece bastante e principalmente nos looks transparentes.








Givenchy

A primavera 2011 da Givenchy não tem nada de flores. Riccardo Tisci apresentou uma coleção gótica, em que dois elementos entram no foco: muitos zíperes usados como detalhes em diversas peças – camisas, calças e casacos -, e a estampa de leopardo – que aparece não só nas cores tradicionais que já estamos habituadas, mas também em preto, como se fosse alto-relevo no tecido. Tirando a estampa, vale dizer que a coleção é praticamente bicolor (branco e preto). A transparência é uma das fortes propostas.





Chanel
Karl Lagerfeld não cansa de surpreender. Deslumbrante, a coleção de primavera 2011 da Chanel trouxe looks de tirar o fôlego. O tricô, que esteve em foco na última coleção de inverno da maison apareceu menos, mas sem perder o charme (como no vestido desfilado no 13º look). Penas e plumas deixam as peças ainda mais interessantes, aplicadas na barra dos vestidos ou nos ombros, estruturados. Tanto as estampas, quanto as cores e a silhueta são democráticas. Os acessórios são um caso à parte: luvinhas como as usadas pelo kaiser, maxi acessórios e complementos metalizados.












John Galliano

Nada é comum ou simples quando se trata de John Galliano. Na coleção de primavera 2011 do estilista, os looks são exagerados e nem um pouco discretos, claro. Com direito a véu, chapelões e meia 7/8, o desfile traz looks que misturam peças delicadas (como combinações feitas de renda e vestidos transparentes) com outras mais pesadas (como maxicoats com estampa de cobra). A transparência pontua a apresentação. A beleza do desfile é um caso à parte e desobedece a regra básica do make-up: olhos tudo e boca tudo também. Adoramos o batom vinho escuro.





Viktor & Rolf
Inspirados na camisa masculina, Viktor Horsting e Rolf Snoeren apresentaram uma elaborada coleção de primavera. A começar pelo primeiro look da Viktor & Rolf, desfilado por Kasia Struss (um vestido com golas e punhos múltiplos), dá para ver que uma simples peça do closet masculino pôde render muitas ideias durante o processo criativo da dupla. A camisa vai além e se transforma em maxivestido assimétrico, em gola avulsa... os punhos mudam de lugar e viram bainhas de calças cigarretes. A cartela de cores ora acompanha o universo masculino: azul-claro, branco, preto; ora apresenta tons deliciosos que queremos usar já: como coral e verde-água.







Christian Dior
John Galliano trouxe um exército de charmosas marinheiras para a primavera 2011 de Christian Dior. Na coleção da marca, vestidos com estampa floral se misturam a parcas e boinas, com um perfume bem navy. Pantalonas chiquérrimas e ótimos acessórios também entram em cena - as bolsas têm tudo para virar hit, mais uma vez. Em um segundo momento, o clima navy fica para trás e dá espaço para um boho-chic, com muitos vestidos fluidos.





Louis Vuitton

Um mix de referências pôde ser conferido na passarela da Louis Vuitton. A coleção de primavera 2011 proposta por Marc Jacobs tem um pouco de tudo: perfume oriental, franjas à la melindrosa, transparências, rendas, tons metalizados e cores vibrantes. Os shapes são sexy ou divertidos. Entre as estampas, o floral reina absoluto.





Hermès

Montaria chic na passarela da Hermès. O clima de equitação está presente desde o início do desfile. Com ótimas calças e botas de cano longo, o look amazona ganhou acessórios importantes: como chapéus classudos e luvas. Muitas peças de chamois e muito couro (em shorts, coletes, blazers, espartilhos).







Miu Miu
A obsessão pela fama inspirou a coleção de primavera 2011 da Miu Miu. Na passarela de Miuccia Prada, muitos vestidos estampados, de silhueta comportada. Estrelas surgem como elemento-chave nas estampas. Cores neutras – como o preto – se misturam a tons fluo de amarelo e verde.






Balenciaga

Foi com uma série de ótimos maxicoats que Nicolas Ghesquière deu início ao desfile da Balenciaga. Com texturas plastificadas e shape pra lá de moderno, algumas peças têm um pé no closet masculino, como as interessantes camisas desfiladas no 15º, 16º e 17º looks. As jaquetas de couro e os coturnos merecem atenção, assim como as blusas e vestidos (cortados a laser) da série final, que contou com uma surpresa: Gisele Bündchen fechando a apresentação.







 

Nenhum comentário:

Postar um comentário